Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:



O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) sediou reunião do Conselho Nacional dos Procuradores-gerais (CNPG) nesta quarta-feira, 18 de janeiro. O encontro reuniu representantes dos Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos), em âmbito nacional, para alinhar estratégias de investigação dos financiadores dos atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro.

A abertura do evento contou com a presença do ministro da Justiça, Flávio Dino, e do procurador-geral da República, Augusto Aras, que destacaram a atuação do MPDFT e do procurador-geral de Justiça do DF, Georges Seigneur, em relação aos atos.

Flávio Dino agradeceu também o que foi feito em relação a fatos antecedentes. “O MPDFT tem atuado com muita eficiência no que se refere ao terrível e hediondo atentado a bomba nas proximidades do aeroporto no dia 24 de dezembro. Quero agradecer a todos que têm atuado nesses casos horrorosos”, disse.

Já Augusto Aras assinalou o empenho do MP brasileiro desde o momento que tomou conhecimento dos atos, informou que 39 denúncias já foram apresentadas pelo Ministério Público Federal contra criminosos e ressaltou que o MP está trabalhando e velando pela ordem jurídica, pelo regime democrático e pelos interesses sociais e individuais indisponíveis.

Para Georges Seigneur, este é o momento em que o Ministério Público pode mostrar sua força e unidade. “Acredito que o MP deve mostrar exatamente aquilo que a sociedade espera que ele faça. O nosso dever é encontrar e punir todos os responsáveis. A defesa da democracia é, sem dúvida, uma defesa também do Ministério Público”, afirmou.

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
imprensapgj@mpdft.mp.br
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial
 

.: voltar :.