Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

identidade ler e legal

Obras, endereço do blog, perfil do Instagram/Facebook, coluna:

Mensagem/biografia: Embora tenha praticamente se criado entre as paredes de um Centro de Tradições Gaúchas (CTG), Rafael Walendorff mostra em seu trabalho ter entendido que a cultura gaúcha vai muito além destas paredes. Está nos campos que as rodeiam, na união da comunidade que as levantaram e na companhia dos amigos que hoje as frequentam. Está, sobretudo, dentro de cada um. E por tantas vezes aflora nos momentos de quietude do gaúcho. Não apenas ao contemplar a amplitude da paisagem rural sorvendo um mate. Aflora também na vivência do cotidiano urbano, nos momentos solitários em meio a multidão da cidade grande, onde o gaúcho evoca os sentimentos e costumes da sua terra e da sua gente. As poesias de Rafael Walendorff, um brasiliense de 32 anos, criado na zona rural do PAD-DF, falam da gente gaúcha e da terra gaúcha como ele as viu durante toda a sua vida: gaúchos do Rio Grande do Sul e de outros Estados como um povo só; retalhos do Rio Grande espalhados pelo Brasil que não apenas preservam a capacidade de se unir na grande colcha da cultura comum, mas que trazem as riquezas culturais dos lugares onde caíram. Rafael Walendorff é jornalista. Além deste livro, lançado em 2014, tem cerca de 200 letras de músicas e poesias registradas. Começou a atuação profissional na cobertura da feira de agronegócios Agrobrasília, em 2008. Fez a assessoria de imprensa até 2014. Trabalhou na Câmara dos Deputados, no Canal Rural e Valor Econômico. Tem na escrita um modo de vida. Tanto na profissão quanto no hobby de relatar a vivência em versos e poesias. Foi diretor cultural e artístico do CTG Sinuelo da Saudade, dançarino (2000 - 2014) e professor da invernada artística adulta, campeã do Festival Gaúcho de Arte e Tradição do Planalto (Fegarp), do Movimento Tradicionalista do Planalto Central (MTG-PC) de 2014, realizado na cidade de Luis Eduardo Magalhães (BA). É declamador com diversas premiações no Planalto Central e 3º no concurso nacional de 2017, realizado na cidade de Querência (MT), o Fenart, da Confederação Brasileira de Tradição Gaúcha (CBTG).

.: voltar :.