Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Em reunião realizada na SES, autoridades conversaram sobre os temas considerados prioritários, no momento, para as ações contra a Covid-19 no DF

WhatsApp Image 2021 02 19 at 13.39.24 1 600 x 450Representantes da força-tarefa de enfrentamento à Covid-19 do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) reuniram-se, nesta sexta-feira, 19 de fevereiro, com a Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) para tratar da remobilização de leitos de UTI, da aplicação da segunda dose da vacina e da nova cepa. 

Devido ao aumento de contaminados decorrentes do período de Carnaval e do encaminhamento de pacientes do entorno para a rede pública do DF, a grande preocupação do MPDFT é que a ampliação da capacidade dos leitos para pacientes de Covid-19 não interfira nos atendimentos de pacientes com outras doenças. “O propósito é ampliar a capacidade da rede para mobilizar leitos de UTI sem que isso repercuta negativamente na fila de não infectados pelo novo coronavírus. O desafio maior é a que lista daqueles que aguardam serem atendidos em leitos de UTI sejam efetivamente atendidos”, explicou a promotora de Justiça Hiza Carpina, integrante da força-tarefa. 

Sobre a segunda dose da vacinação, há a preocupação com o fato de o Governo Federal não estar recebendo do laboratório os quantitativos necessários para repassar aos estados. No DF, está sendo realizado um grande esforço para que haja, a partir da próxima quarta-feira, a vacinação de mais um público idoso, que seria de 78 anos, ainda a se confirmar. Para o MPDFT, a plataforma de agendamento lançada nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, é um recurso importante para melhorar a logística da aplicação, o planejamento das doses e evitar aglomerações. 

WhatsApp Image 2021 02 19 at 13.39.24 600 x 450Também foi solicitada atenção especial ao Tele Covid, para que as pessoas que não têm condições de sair de suas casas sejam vacinadas. “Hoje já foram 840 vacinados pelas equipes volantes da SES, ainda faltam 506”, destacou o coordenador da força-tarefa, procurador de Justiça José Eduardo Sabo. 

Para o MPDFT, em relação à nova cepa, há a necessidade do controle biológico para que a SES esteja preparada para receber eventual ingresso no DF e ampliação da vigilância laboratorial. Também é preciso que a SES elabore uma nota técnica para esclarecer a população sobre a nova cepa, após a existência comprovada no DF. “Explicar qual a repercussão, o que isso significa para as vacinas existentes, se elas terão eficácia contra a variante”, afirmou o coordenador da força-tarefa. 

 

 

Leia mais

Covid-19: força-tarefa vistoria três pontos de vacinação

MP faz balanço de vacinação e requisita informações da distribuição e conservação de doses

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.