Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Representantes do MPDFT seguem acompanhando as estratégias de vacinação no DF, a ocupação dos leitos de UTI e requisitam informações à SES para o controle da nova cepa do vírus confirmada no DF

 

210218 forca tarefa ed 0003A força-tarefa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) que fiscaliza as medidas de combate a Covid-19 discutiu, em reunião realizada nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, a necessidade de protocolos de prevenção e do mapeamento de infectados para evitar a transmissão de variantes do Sars-Cov-2. Para o acompanhamento atualizado das providências adotadas pela Secretaria de Saúde do DF, foi expedido ofício, para que sejam apresentados esclarecimentos sobre a chegada ao DF de variantes da Covid e as medidas adotadas.

No documento, o Ministério Público questiona se houve, até o momento, algum caso confirmado, ou em estudo, de paciente infectado no DF ou reinfectado por alguma variante da Covid-19 no DF. A SES também foi questionada sobre a existência de convênio ou contratação com outras instituições públicas ou privadas para a genotipagem de cepas da Covid-19 em circulação no DF.

Para o procurador distrital dos Direitos do Cidadão e coordenador da força-tarefa, Eduardo Sabo, com a confirmação, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), de que a variante britânica da Covid-19 está em circulação no Distrito Federal, os protocolos de prevenção da doença se tornam mais importantes para evitar a transmissão. “De acordo com especialistas, uma das formas de reduzir a velocidade e a incidência das mutações das cepas é acelerar a vacinação. Quanto menos o vírus circula, sustentam, menos ocorre sua mutação e maior é a chance de os imunizantes disponíveis serem suficientes para proteger a população”, frisa.

Vacinação no DF

Durante a reunião, também foi discutido o planejamento e a operacionalização da vacina no DF. Para o MPDFT, o anúncio feito pelo governo local, do lançamento de uma plataforma de agendamento é um avanço importante, ainda que esteja restrito, neste primeiro momento, somente para a marcação da segunda dose da vacina contra Covid-19.

“Antes que fosse iniciada a aplicação, o MPDFT já havia requisitado, em ofício expedido em 31 de janeiro, providências para evitar aglomerações desnecessárias nos locais de vacinação. E sugeriu a utilização de sites da internet e aplicativos de celular para o agendamento da vacinação, como já ocorre, por exemplo, em outras unidades da federação”, destacou o secretário-executivo da força-tarefa, promotor de Justiça Bernardo Matos.

Um balanço do acompanhamento do Ministério Público às ações de fiscalização em bares e restaurantes, durante o período do Carnaval, foi apresentado durante o encontro. A operação integrada, que reuniu os esforços de instituições, agências e órgãos, nos eixos da segurança, fiscalização e prestação de serviços públicos no combate a Covid-19, atuou em todas as regiões administrativas. Ao todo, foram fiscalizados 444 estabelecimentos, aplicados 45 autos de infração e 37 interdições. Sete multas no valor de R$ 20 mil foram aplicadas pela Secretaria da Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal (DF Legal). Outras 30 por descumprimento dos protocolos sanitários ou ocupação irregular de área pública.

Ocupação de leitos

O DF registrou 583 novos casos de infecção e uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira. Com a atualização, no total, são 286.720 pessoas contaminadas, com 96,7% já recuperadas e 4.718 óbitos pela doença. A ocupação de leitos, que chegou a 90% nos últimos dias, está em 70,92%. De acordo com informações recebidas pela força-tarefa, essa queda na taxa é decorrente da remobilização recente de leitos, necessária para reforçar o sistema público de saúde neste momento em que o número de casos permanece alto no DF e em todo o Brasil.

Leia mais

Covid-19: Força-tarefa do MPDFT destaca falta de conscientização durante o Carnaval

MP faz balanço de vacinação e requisita informações da distribuição e conservação de doses

Covid-19: MPDFT requisita que número de salas de vacinação seja ampliado

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

 

.: voltar :.