Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, 18 de maio, foi celebrado, em Santa Maria, com a caminhada contra os crimes sexuais. A atividade teve o objetivo de conscientizar a comunidade que é um dever de todos denunciar os crimes praticados contra crianças e adolescentes. A caminhada, promovida pela Rede Social de Santa Maria, grupo o qual a Promotoria de Justiça da cidade faz parte, foi realizada na última quinta-feira, dia 16.

Para a servidora do Setor de Análise Psicossocial de Santa Maria Solange Félix, a caminhada também teve objetivo de divulgar como e onde o cidadão pode denunciar. “Quem participou pode passar para o irmão, o colega e o vizinho as informações que recebeu durante a manifestação”, explicou.

Além da comunidade de Santa Maria, estiveram presentes na caminhada representantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), do Centro de Orientação Socioeducativo (Cose), da Coordenadoria Regional de Ensino (CRE), do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), dos dois conselhos tutelares da cidade e da administração local.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescente

A Lei Federal 9.970/00 instituiu 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data marca um crime bárbaro, ocorrido em 1973, na cidade de Vitória (ES), contra uma menina de apenas oito anos. O caso ficou conhecido como "Crime Araceli", em menção ao nome da criança que foi raptada, dopada, violentada e, depois de morta, teve o corpo carbonizado. Apesar da natureza hedionda, o crime prescreveu sem que houvesse punição dos culpados.

Leia mais:

18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes

.: voltar :.