Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Na próxima quinta-feira, 22, a partir das 13h, o réu Marcelo Barbosa Soares, mais conhecido como Gargamel, será julgado pelo Tribunal do Júri de Samambaia pelo homicídio de Darlla Dutra Rodrigues, de apenas 6 anos de idade, e pela tentativa de homicídio contra José Pinheiro dos Santos.

Segundo denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), no dia 8 de dezembro de 2009, por volta das 6h50, o acusado, portando uma espingarda calibre 12, entrou na residência em que a vítima estava, seguiu para o quarto em que ela dormia e, após colocar um travesseiro sobre a cabeça da criança, desferiu-lhe um disparo à queima-roupa. O crime foi cometido por motivo torpe: satisfazer o ódio que o réu nutria pela mãe de Darlla. Além disso, o acusado utilizou-se de meio cruel, extremamente brutal, para matar a criança, e de recurso que dificultou a defesa da vítima, pois a atacou enquanto dormia tranquilamente.

Não satisfeito, alguns momentos depois, no mesmo local, Marcelo Barbosa Soares, também por motivo torpe, tentou matar José Pinheiro dos Santos, companheiro da avó de Darlla, não consumando o homicídio porque, sem que o desejasse, ocorreu o travamento do mecanismo de repetição e deflagração dos projéteis da espingarda calibre 12.

.: voltar :.