Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Logomarca da campanhaO lixo urbano é considerado um dos problemas mais graves da modernidade. Com a falta de políticas específicas para a correta destinação dos resíduos, o meio ambiente vem se degradando em ritmo acelerado. Somente o Distrito Federal, segundo o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), produz aproximadamente duas mil toneladas de lixo diariamente. Como fazer para reverter esse quadro? Qual o papel do cidadão e das instituições governamentais nessa causa?

De olho nessas questões, o Serviço de Gestão Ambiental do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) realiza, a partir de hoje, 20, visitas a todas as Promotorias de Justiça, com o objetivo de conscientizar e chamar a atenção de membros, servidores, estagiários, contratados e todas as pessoas que circulam pelos prédios da instituição para a necessidade de realização da coleta seletiva do lixo produzido não somente nas dependências do MPDFT, mas em suas próprias residências.

A campanha educativa faz parte do Programa de Gestão Ambiental e terá como parte da mobilização a apresentação de cartilha, cartaz e um pequeno plantão tira-dúvidas. O primeiro local a receber a equipe do Programa será a Promotoria de Justiça de Brasília II. Em seguida, no próximo dia 25, é a vez da Promotoria de Justiça de Planaltina.

De acordo com a servidora Suely Touguinha, como o Governo do Distrito Federal pretende se adaptar às novas orientações de saneamento por meio da implantação da coleta seletiva no DF, o MPDFT sai na frente e tenta desde já adaptar os hábitos dos seus colaboradores. "O GDF está se adequando e nós temos de nos adaptar também. Se realizarmos um trabalho em conjunto, o lixo já chegará separado às usinas de tratamento, o trabalho será mais rápido, mais catadores serão aproveitados como mão-de-obra e o meio ambiente sairá ganhando", explica Suely.

Não há uma data específica para o término da campanha. Quem quiser obter mais informações sobre a iniciativa deve entrar em contato com o Serviço de Gestão Ambiental pelo telefone 3343-9980.

.: voltar :.