Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Para aproximar o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) dos gestores das políticas públicas de meio ambiente e patrimônio cultural do Distrito Federal, a 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e do Patrimônio Cultural (Prodema) visitou as administrações regionais de Brasília e do Guará. O objetivo das reuniões é conhecer as demandas das administrações regionais em que a Promotoria atua.

Na última terça-feira, dia 12, o titular da1ª Prodema, Roberto Carlos Batista, visitou a administração do Guará. Estavam presentes o administrador Carlos Nogueira da Costa e os responsáveis pela área ambiental, cultural e de assessoria jurídica. Durante o encontro foram discutidos assuntos como a retirada dos chacareiros do Parque do Guará. O administrador comunicou que em breve serão a instaladas as ciclovias e as guaritas no Parque.

Outra preocupação demonstrada pelo gestor foi com o parcelamento de terras nas proximidades do setor Lúcio Costa. No âmbito cultural, foram enumerados os espaços culturais do Guará que serão revigorados para uma programação constituída preferencialmente por artistas locais.

A apreensão quanto à obtenção de recursos para reconstrução da biblioteca e da Casa de Cultura da cidade constitui, de igual maneira, uma preocupação daquela administração regional. Na ocasião, foi apresentada a programação do teatro do Guará para o período de 2 a 20 de maio de 2011.

Brasília

No início do mês de março, o promotor de Justiça Roberto Carlos Batista reuniu-se com o administrador regional de Brasília, Messias de Souza, que revelou sua preocupação com a ocupação das margens do córrego do Torto, constatada em visita ao local.

Na oportunidade, o MPDFT se comprometeu a encaminhar àquela administração um relato da situação da comunidade que vive no interior do Parque Nacional de Brasília (Água Mineral). O gestor revelou, ainda, sua inquietação a respeito da situação dos catadores que vivem atrás do Conselho de Justiça Federal.

No setor cultural, o representante da Prodema foi informado de que o responsável junto àquela administração regional acabara de ser nomeado e ainda iniciava seu trabalho.

.: voltar :.