Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) está implementando a metodologia Building Information Modelling (BIM) ou Modelagem da Informação da Construção. A plataforma BIM permite a elaboração de projetos de modo integrado com todas as especialidades de construção, seja na arquitetura, seja na estrutura e nas engenharias elétrica, civil (hidrossanitária) e mecânica (ar-condicionado).

A BIM será adotada por todos os órgãos públicos a partir de 2021, de acordo com o Decreto 9.377/2018. O MPDFT se antecipou e elaborou 100% do projeto executivo da sede da Promotoria de Justiça do Riacho Fundo na plataforma BIM, nos moldes orientados pela lei.

Países como Holanda, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Estados Unidos já exigem o uso da BIM em projetos custeados pelo governo. O Reino Unido passou a exigir, desde 2016, projeto colaborativo entre as disciplinas. A expectativa é que ocorra uma redução de 15% a 20% nos custos de construção das obras governamentais.

Segundo a secretária de Projetos e Obras (SPO) do MPDFT, Regina Cabral, a instituição atingiu um nível elevado na elaboração dos projetos com a utilização dessa metodologia. A BIM melhora a perspectiva de elaboração de projetos e o controle das informações de obras. A metodologia também facilita o fluxo de informações entre os projetistas das diversas disciplinas envolvidas, permitindo a checagem de interferências ainda na fase de planejamento, o que aumenta o nível de confiabilidade e evita aditivos na fase de construção de edificações.

Os projetos da SPO apresentam atualmente o nível 2 de maturidade, caracterizado pelo compartilhamento simultâneo de dados entre todas as especialidades, de modo a permitir a colaboração em rede. Com isso, é possível, por exemplo, que o projetista das instalações mecânicas combine as informações do seu projeto com as dos projetos de elétrica e hidráulica.

O projeto executivo da sede da Promotoria de Justiça do Riacho Fundo abrange todas as disciplinas na metodologia BIM: arquitetura, estrutura e sistemas prediais (elétrica e dados, detecção alarme CI, ar-condicionado, hidrossanitários e contra incêndio), sendo realizada a compatibilização geral. Alcançou o nível de detalhamento ND400, caracterizado pela produção de projeto executivo com todos os seus detalhamentos. Dessa forma, é possível gerar informações para execução da obra e realizar avaliações dos métodos construtivos, prazos (4D) e custos (5D). A meta é atingir o ND500 quando o projeto entrar nas próximas fases.

 Implementação

A implementação da BIM no MPDFT foi realizada pela equipe técnica da SPO. A consultoria e gestão interna ficou por conta do servidor Wagner Martins de Lima, que já possuía conhecimentos na área e em softwares utilizados. Ele ministrou cursos para os servidores da instituição. Toda a equipe de implantação também é formada por servidores do órgão. Por isso, o valor gasto na implantação BIM está abaixo do que se costuma gastar em processos semelhantes, principalmente em relação à consultoria.

Todos os arquivos modelo de desenvolvimento de projetos (templates) foram desenvolvidos e adaptados pelo gestor BIM e pela equipe de projeto. Além dos projetos executivos e templates, o processo de implantação BIM envolveu a elaboração de Manual BIM do MPDFT e Manual de Utilização dos Arquivos Modelos Templates. O próximo passo é a conclusão das orientações sobre melhores práticas de modelagem e compatibilização de projeto, que estão sendo consolidadas.

Clique aqui para acessar a apresentação institucional com as imagens em 3D de projeto. Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.