Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) tem contribuído para a revitalização de escolas rurais por meio da destinação de verbas das medidas alternativas impostas aos autores de crimes ambientais. O Centro Educacional Prof. Carlos Ramos Mota, no Lago Oeste, foi a primeira beneficiada este ano. Mais duas unidades de ensino em Planaltina e uma Sobradinho já estão sendo restauradas e ganharão novas quadras de esportes, microfones, computadores e pintura até o final de 2017.

Toda a verba destinada às escolas se refere a processos por crimes ambientais. As medidas alternativas substituem a pena privativa de liberdade e são aplicadas em casos de delitos de pequeno ou médio potencial ofensivo na forma de prestação de serviços ou de doação de valores.

A 2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema) apostou nessa forma de trabalho e criou um projeto com o objetivo de incentivar atividades pedagógicas inovadoras de caráter ambiental nas escolas públicas rurais do Paranoá, de Sobradinho e de Planaltina. Com a destinação de verbas das medidas alternativas, estão sendo realizadas benfeitorias e também serão promovidas atividades educativas e culturais para os alunos.

Assista ao vídeo, saiba mais sobre o projeto e confira como ficou o Centro Educacional Prof. Carlos Ramos Mota após a revitalização.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.