Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Foi deflagrada, na manhã desta quarta-feira, 28 de junho, a segunda fase da Operação Genebra, coordenada pela 4ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde (Prosus) e pela 7ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep), com o apoio da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública (Decap/PCDF). A operação investiga ilegalidades em contratos da Cruz Vermelha de Petrópolis com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES).

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência do ex-secretário adjunto de Gestão da Secretaria de Saúde, Fernando Antunes. A esposa dele, Márgara Raquel Cunha, também é alvo de mandado de busca e apreensão. O casal estaria envolvido na contratação da Cruz Vermelha de Petrópolis para gerir as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de São Sebastião e do Recanto das Emas.

Saiba mais

A Operação Genebra investiga o favorecimento ilegal da Cruz Vermelha de Petrópolis em licitação da SES. Os dirigentes da organização teriam se apropriado de R$ 3,4 milhões (mais de R$ 9 milhões em valores atualizados) sem ter prestado qualquer serviço ao Distrito Federal. Durante a primeira fase da operação, realizada em 22 de junho, foram cumpridos três mandados de prisão no Rio de Janeiro e nove mandados de condução coercitiva em Brasília.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.