Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

A Promotoria de Justiça Militar requisitou, nesta segunda-feira, dia 9, à Corregedoria da Polícia Militar a abertura de inquérito policial militar (IPM) para apurar a conduta do capitão Bruno Rocha nas manifestações do Sete de Setembro no DF. Circula na internet um vídeo em que o oficial, do Batalhão de Choque, diz ter atirado spray de pimenta nos manifestantes “porque quis”.

Em decorrência das notícias sobre excesso na ação policial no feriado da Independência do Brasil, o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) irá instaurar procedimento investigatório criminal (PIC) para apurar os fatos. Quanto aos jornalistas que foram agredidos, o promotor de Justiça Nísio Tostes estuda um solução para que isso não se repita nas próximas manifestações. Segundo Tostes, muitos profissionais da imprensa, por temerem agressão por parte dos manifestantes, realizaram a cobertura sem a devida identificação.

Ouvidoria

A Ouvidoria do MPDFT recebeu diversas manifestações sobre a atuação policial no feriado de Sete de Setembro. As representações serão encaminhadas à Promotoria de Justiça Militar ou a outra Promotoria de Justiça com atribuições para o caso específico.

Disque-Ouvidoria

  •  0800-6449500 (ligação gratuita);
  • 127; ou
  • (61) 3343-9666 / 3343-9928 / 3343-9839

Formulário eletrônico

Facebook

.: voltar :.