Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Foto: José Evaldo VilelaA cerimônia de posse da procuradora-geral de Justiça do DF e Territórios, Eunice Carvalhido, na presidência do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG) está confirmada para o dia 12 de agosto, na sede do MPDFT, em Brasília, às 14h30. O evento será realizado em reunião extraordinária do CNMP e contará com a participação de membros dos Ministérios Públicos estaduais, MPT, MPF, MPM e MPDFT, além de ouvidores, corregedores, servidores e diretores de escolas do Ministério Público brasileiro.

Eunice Carvalhido foi aclamada presidente do CNPG em reunião do Conselho Nacional, realizada dia 30 de julho, e assumirá em substituição ao colega Oswaldo Trigueiro, procurador-geral do MP da Paraíba. Segundo ele, trata-se de uma grande profissional e com uma capacidade de relacionamento impressionante. “Que ela possa trazer novos ganhos ao CNPG e fortalecer esta estrutura na linha de resultados", disse.

Em sua gestão, a procuradora-geral pretende contribuir de forma efetiva para a condução de diversos projetos abrigados no CNPG e ainda pautar os trabalhos com foco em temas relevantes à sociedade, como saúde, educação, segurança. “Reconheço que é um desafio, principalmente após a gestão bem sucedida do colega Oswaldo Trigueiro. O Ministério Público cumpre o seu papel na defesa do povo, do patrimônio nacional, público e social. O CNPG deve agir para manter as prerrogativas e os princípios que norteiam esse trabalho”, diz.

Uma carreira dedicada ao Ministério Público

Eunice Carvalhido assumiu pela primeira vez a procuradoria-geral do MPDFT em 2010. Com o desafio de resgatar a imagem e a credibilidade da instituição, implementou ações que resultaram em maior integração do público interno e permitiram ao MPDFT o desempenho de suas funções e a reconquista de seu espaço.

Em seu segundo mandato, a procuradora-geral comemora a nomeação de Rogerio Schietti, então procurador de Justiça, para o cargo de ministro do Superior Tribunal de Justiça- STJ. “É o primeiro membro do MPDFT que ascende ao cargo de ministro e torço para que outros sigam o mesmo caminho, pois isso demonstra que a instituição tem o respeito da sociedade brasileira”, diz.

Com 26 anos de carreira, 24 deles dedicados ao Distrito Federal e Territórios, Eunice Carvalhido é doutoranda em Direito pela Universidade de Buenos Aires, onde desenvolve pesquisa sobre a atuação do sistema de justiça brasileiro em relação aos crimes praticados contra a Administração Pública. Ao cursar o mestrado, publicou dissertação intitulada: “Ética do agente público: dever absoluto em face do Direito Brasileiro e do Direito Internacional”.

Sua carreira começou em 1987, no Ministério Público do Goiás. Em 1989, ingressou no MPDFT no cargo de promotora de Justiça substituta. Foi promovida, por merecimento, a promotora de Justiça em 1991. Nesse período, atuou nas Promotorias de Justiça Criminal de Taguatinga; de Justiça de Família de Brasília; de Justiça Criminal de Boa Vista, quando Roraima ainda era território; de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep); e de Justiça Cível.

Promovida, novamente por merecimento, ao cargo de procurada de Justiça, em 2005, foi procuradora de Justiça titular da 4ª Procuradoria de Justiça Criminal Especializada; da 9ª Procuradoria de Justiça Cível; e da 2ª Procuradoria de Justiça Criminal Especializada. Antes de iniciar carreira pública, trabalhou em diversas empresas privadas como chefe de departamento de pessoal e advogada.

Serviço:

Local: Auditório Promotor de Justiça Andrelino Bento Santos Filho
Endereço: Eixo Monumental, Praça do Buriti, Lote 2 , Ed. Sede do MPDFT - Térreo
Horário: 14h30

Mais informações:

Assessoria de Imprensa
(61) 3343-9046 / 3343-9601
(61) 9149-8588

 

 

.: voltar :.