Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Tribunal do Júri do Paranoá condenou Wilson Antônio de Souza a mais de 13 anos de prisão pelo assassinato da mulher


O Tribunal do Júri do Paranoá condenou, nesta quarta-feira, dia 17, o réu Wilson Antônio de Souza a 13 anos, 11 meses e 15 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado, pelo homicídio qualificado de sua mulher, Sabina Maria de Carvalho. O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) havia denunciado o réu pelo crime, ocorrido em 15 de novembro de 2011. O acusado respondeu ao processo preso e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Em Plenário, o MPDFT defendeu as qualificadoras do motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Contudo, o corpo de jurados acolheu a tese da defesa de que o crime fora cometido sob violenta emoção, e reconheceu apenas a qualificadora do meio cruel. Wilson matou a companheira com 19 golpes de faca.

Relembre o caso

O crime ocorreu na madrugada, entre os dias 15 e 16 de novembro de 2011, na Quadra 6, Conjunto D, Lote 24, do Itapoã II, na casa da vítima. Wilson escondeu-se em um banheiro e surpreendeu Sabina, que estava ao telefone, efetuando diversos golpes de faca contra a mulher. A vítima faleceu em razão das lesões sofridas.

Processo: 2011.08.1.018683-2

.: voltar :.