Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

A pedido do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a Justiça determinou  nessa quarta-feira, 23, o bloqueio dos bens da deputada federal Jaqueline Roriz e de Manoel Neto, Durval Barbosa e José Roberto Arruda. Pela decisão, serão bloqueados bens até o valor de 300 mil reais. A ação civil pública por ato de improbidade administrativa foi ajuizada última sexta-feira, 18, por meio do Núcleo de Combate às Organizações Criminosas (NCOC).  O MPDFT alega que Jaqueline Roriz e seu marido, Manoel Batista de Oliveira Neto, receberam dinheiro de Durval Barbosa em troca de apoio político ao então candidato ao governo do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Jaqueline não só apoiava o adversário, como não pedia votos a favor da própria coligação. As vantagens ilícitas eram pagas por Durval Barbosa, com dinheiro desviado de contratos ilegais. 

Clique aqui para ler a matéria quando a ação foi ajuizada. 

.: voltar :.