Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Promoção de Conceição de Maria (Foto: José Evaldo Vilela)Na noite da última sexta-feira, 25, foi realizada, no Edifício-Sede do MPDFT, a sessão solene do Conselho Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (CSMPDFT) destinada à formalização da promoção da Promotora de Justiça Conceição de Maria Pacheco Brito ao cargo de Procuradora de Justiça. Antes da abertura do evento, a execução do Hino Nacional foi interpretado pela musicista Soledade Pedrosa e pela cantora lírica Henriqueta Lima.

Natural de Belém e formada em Direito pela Universidade Federal do Pará, Conceição de Maria é membro do MPDFT há quase 28 anos. Trabalhou no Território do Amapá até ser transferida para o Distrito Federal, em 1991. "Apaixonei-me por esta Instituição a que pertenço e vi que aqui é, de fato, o meu lugar, é aqui a minha segunda casa, é o lugar onde me realizei e me realizo cada dia mais, em termos profissionais e humano", disse. A vaga ocupada por Conceição de Maria é decorrente da aposentadoria do Procurador de Justiça Josemias Costa.

Conceição e família (Foto: José Evaldo Vilela)Emocionada, a nova Procuradora de Justiça agradeceu a Deus pela graça de poder viver este momento, também lembrou de seus seus pais, marido e os três filhos. E encerrou seu discurso comprometendo-se em colaborar para elevar ainda mais o nome do MPDFT. "Estou certa de que não me faltará humildade para reconhecer deficiências e erros, nem redobrada vontade de trabalhar a fim de melhorar o exercício desse mister constitucional, sempre em busca da celeridade da prestação jurisdicional da segunda instância".

Coube à Procuradora de Justiça Maria Anaídes do Vale Siqueira Soub contar um pouco de trajetória profissional da colega. Recém-formada, Conceição começou a carreira como advogada no fórum de Macapá/AP. Atuou nas áreas cível, trabalhista e criminal. Logo passou no concurso para Escrevente Juramentado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, onde permaneceu por cinco anos no cargo de Escrivã dos Cartórios Cível e Criminal. Em 1983, foi aprovada em segundo lugar para membro do MPDFT.

A abertura e o encerramento da sessão do Conselho ficaram a cargo da Procuradora-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Eunice Carvalhido. "Conceição, sua chegada ao último cargo da carreira do MPDFT é motivo de alegria para todos que acompanharam sua vitoriosa carreira. Seja bem-vinda a um novo começo", afirmou.

O promotor de Justiça Antônio Marcos Dezan, presidente em exercício da Associação dos Membros do MPDFT foi chamado para entregar a beca a Conceição. "O MPDFT está em festa e apresenta hoje a nova Procuradora de Justiça. Apresentamos os parabéns e desejamos sucesso nas novas tarefas", disse.

A cerimônia contou com a presença da Vice-Procuradora-Geral de Justiça, Zenaide Souto Martins, os procuradores de Justiça membros do Conselho Superior e do Conselho Tutelar da Ordem do Mérito do MPDFT José Eduardo Sabo Paes, José Valdenor Queiroz Júnior, Mário Pérez de Araújo, Marta Maria de Rezende, Rogério Schietti, Vitor Fernandes Gonçalves e o Corregedor-Geral em exercício, Gladaniel Palmeira de Carvalho.

Compareceram à solenidade também membros e servidores do MPDFT, desembargadores e juízes do TJDFT.

 

 

.: voltar :.