Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Pena mais alta passa de 26 anos de reclusão; investigações começaram em 2020

A Promotoria de Justiça de Entorpecentes obteve, em 8 de agosto, a condenação de 11 pessoas envolvidas no comércio ilegal de drogas em Ceilândia e Samambaia. Dez réus foram condenados por tráfico de drogas e associação para o tráfico a penas que variam de 26 anos e 1 um mês de reclusão a 15 anos e 9 meses de reclusão, todos em regime inicial fechado. O outro réu foi condenado por associação para o tráfico a 4 anos e 8 meses de detenção em regime semiaberto.

O grupo trazia grandes quantidades de cocaína de Rondônia para o Distrito Federal e foi descoberto em fevereiro de 2020 com uma apreensão de rotina em Ceilândia. As investigações levaram à deflagração da Operação Fim da Linha, que demonstrou que os réus atuavam de forma organizada e com divisão de tarefas para transportar, distribuir e fornecer a droga.

O grupo era um dos maiores em atuação no Distrito Federal. Vendia para traficantes menores e também refinava parte da droga recebida. A partir da quebra de sigilos telefônico e de comunicações digitais autorizada pela Justiça, foi possível monitorar a movimentação dos integrantes e estabelecer a dinâmica criminosa. Em junho de 2020, os investigadores apreenderam 46 kg de pasta base com pessoas ligadas à organização. Em julho, mais 50 kg foram encontrados e, em setembro, 85 kg.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.