Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Programa DESPERTAR tem como objetivo principal realizar ações relacionadas à prevenção do uso indevido de drogas.

Mas, o que são drogas?

Drogas são substâncias que produzem mudanças nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional das pessoas. Os efeitos das drogas no nosso corpo e mente dependem do tipo de droga usada, da quantidade, da frequência e das circunstâncias de uso. Dependem também das próprias pessoas que as usam, pois as características físicas e psicológicas variam de acordo com cada um.

Conforme as classificações mais conhecidas, as drogas podem ser:
a) naturais, semissintéticas ou sintéticas (feitas em laboratórios);
b) legais ou ilegais;
c) estimulantes, depressoras ou perturbadoras do sistema nervoso central - SNC;
d) com potencial de uso nocivo e utilidade clínica variável.

Enfatizamos que para este Programa estão sendo consideradas drogas:

  • as substâncias ilícitas (proibidas por lei e feitas e utilizadas para alterar o estado psicológico de quem usa, ou seja, para "dar barato". São exemplos a maconha e a cocaína);

  • os remédios (psicoativos) utilizados em desacordo com a necessidade e/ou com a prescrição de profissional habilitado para tal;

  • produtos utilizados para fins diversos dos quais eles foram feitos (aspirar cola de sapateiro e esmalte, por exemplo);

  • a bebida alcoólica e o tabaco (cigarro, charuto, narguilê) que, com algumas restrições legais, podem ser comercializados e utilizados.

É importante observar que as substâncias citadas podem causar dependência, gerar danos à saúde e, em vários casos, acarretar uma série de consequências negativas ao indivíduo que as usa, à sua família, ao seu trabalho e à toda sociedade.

Confira na tabela abaixo uma classificação bastante difundida e utilizada. Ela é baseada na ação da droga no Sistema Nervoso Central - SNC.

 

Tabela - Classificação das Drogas

 Depressivas

Depressoras - Tornam mais lentas as atividades do SNC, podendo causar sonolência. Por isso algumas destas substâncias são chamadas de "sedativos". Exemplos: ópio, morfina, codeína, heroína, álcool; inalantes ou solventes (o efeito imediato é de euforia) como o "Thinner" e o removedor de esmalte; e os medicamentos como diazepam, lorazepam e temazepam, etc.

 Estimulantes

Estimulantes - Aceleram a atividade mental e modificam o comportamento, provocando agitação, insônia, etc. Exemplos: cocaína (o efeito secundário pode ser depressivo) e seus derivados (crack e merla), nicotina (tabaco) e os anorexígenos (remédios que diminuem a fome, como as anfetaminas).

 Perturbadoras

Perturbadoras - Produzem distorções qualitativas no funcionamento da mente, como delírios e alucinações, por isso são chamadas alucinógenas ou psicodélicas. Exemplos: de origem natural - mescalina, maconha, haxixe, alguns cogumelos e algumas flores; e as sintéticas e semi-sintéticas (feitas em laboratórios) - êxtase e LSD respectivamente.

Texto baseado nos materiais da SENAD - Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas
Gabinete de Segurança Institucional
Presidência da República

Programa Despertar
E-mail:
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: (61) 3343-4319
Endereço: Eixo Monumental, Praça Municipal, Lote 2, Sala 143, Etapa II, Edifício-Sede do MPDFT, Brasília/DF – CEP: 70.091-900

.: voltar :.