Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Cíntia Costa, coordenadora dos Núcleos de Direitos Humanos, relembra a campanha pioneira que tratou do direito à união estável, do respeito à dignidade da pessoa humana e à cidadania da população LGBTQIA+

O podcast ‘’O MP que a gente conta’’ deste mês celebra o orgulho LGBTQIA+, comemorado em 28 de junho. A celebração mundial tem o objetivo de conscientizar a população sobre o respeito à diversidade. No episódio “Casamentos entre iguais são legais”, a promotora de Justiça e coordenadora dos Núcleos de Direitos Humanos (NDH) Cíntia Costa fala sobre a campanha “Casamentos entre iguais são legais”.

Criada em 2015, a campanha teve o objetivo de divulgar, em parceria com os cartórios de Registro Civil do Distrito Federal, a possibilidade de pessoas do mesmo sexo se habilitarem para o casamento civil. A campanha do MPDFT foi uma iniciativa pioneira, porque parte da população ainda não conhecia a possibilidade desse tipo de união. O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi reconhecido formalmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2011.

A promotora de Justiça explica que a mudança veio corrigir a desigualdade de tratamento entre pessoas homo e heterossexuais. “Tivemos essa evolução jurisprudencial importante e necessária para evitar situações de injustiça e também por uma questão de igualdade de direitos”, destacou Cintia.

Clique aqui para ouvir a íntegra do episódio.

Confira aqui todos os episódios do podcast ‘’O MP que a gente conta’’.

 

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.