Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Crime foi cometido atrás de uma parada de ônibus. Vítima morreu após chutes, socos e pauladas na cabeça.

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri do Gama conseguiu, nesta terça-feira, 17 de maio, a condenação de Fernando Serafim de Aquino Soares e Wellington de Carvalho Borges pelo homicídio de Júlio César Nascimento. As penas foram fixadas em 16 anos e 4 meses para ambos os condenados.

Os jurados aceitaram as qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT): emprego de meio cruel. A vítima foi agredida até a morte e teve o rosto desconfigurado devido a socos, chutes e pauladas, que lhe causaram sofrimento físico intenso e desnecessário. Além disso, foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, já que os condenados estavam em maior número do que Júlio César.

Quanto ao acusado Ruan, os jurados reconheceram que ele foi um dos autores do crime, no entanto o absolveram.

Entenda o caso

O crime aconteceu em 18 de novembro de 2020, atrás de uma parada de ônibus no Gama. Júlio César estava no local, quando foi brutal e violentamente agredido com chutes, socos e pauladas na cabeça. A vítima morreu devido à gravidade dos ferimentos.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9601 / 3343-9220 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.