Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Além de ampliar o serviço, é preciso promover a inclusão socioeconômica dos catadores

Reunião do grupo de trabalhoO Grupo de Trabalho para a Desativação do Lixão da Estrutural se reuniu na última segunda-feira, 18 de abril, para discutir a atuação das cooperativas de catadores no sistema de coleta seletiva do Distrito Federal. Participaram do encontro representantes do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Para os participantes, é preciso ampliar o serviço de coleta seletiva e, ao mesmo tempo, promover a inclusão socioeconômica dos catadores. O grupo de trabalho já havia requisitado ao Serviço de Limpeza Urbana (SLU) um estudo de viabilidade da ampliação do número de cooperativas que atuam no Distrito Federal.

Outro aspecto discutido foi a implementação do plano intersetorial de inclusão social e econômica dos catadores de materiais recicláveis. O grupo de trabalho deve requisitar informações sobre o funcionamento do Comitê Gestor Interinstitucional previsto no plano.

Segundo o procurador distrital dos Direitos do Cidadão, Eduardo Sabo, é do interesse da população que a coleta seletiva seja ampliada. “O objetivo do grupo de trabalho é garantir que o serviço, que é essencial para a sociedade, seja prestado de forma adequada, e também que os catadores possam participar de forma efetiva da política de resíduos sólidos do Distrito Federal”, afirmou.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.