Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Crime ocorreu em São Sebastião, em janeiro de 2017. Pena foi fixada em mais de 20 anos em regime fechado

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de São Sebastião obteve a condenação de Renilson Souza dos Santos pelo feminicídio de Pauliane Alves de Santana. A pena foi fixada em 20 anos e 6 meses de reclusão, em regime fechado. O julgamento foi realizado nesta terça-feira, 19 de abril. 

Embora tenha respondido ao processo solto, o réu foi preso imediatamente após a condenação. De acordo com a promotoria, as dúvidas iniciais sobre a dinâmica criminosa garantiram ao réu responder ao processo em liberdade, mas os laudos cadavérico e de local permitiram a reconstituição do crime, apontando de forma inequívoca para a ocorrência de um feminicídio. Diante das provas técnicas apresentadas, os jurados acolheram integralmente a tese do Ministério Público, e afastaram as alegações do réu de que teria agido em legítima defesa. 

O crime ocorreu em 15 de janeiro de 2017, por volta das 19 horas, na residência do casal, em São Sebastião. Renilson esfaqueou Pauliane com cinco golpes de faca. A filha do casal, que na época tinha pouco mais de um ano, assistiu a tudo. Para o promotor de Justiça Raoni Maciel, “a decisão soberana do Conselho de Sentença demonstrou, uma vez mais, que o cidadão e a cidadã do Distrito Federal não aceitam a violência doméstica contra mulher, tanto menos na sua forma mais brutal, o feminicídio”.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.