Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Participantes recebem informações sobre o funcionamento da Justiça Criminal e são orientados sobre a rede de proteção disponível, além de partilhar experiências e histórias

Foto do grupo reunido no encontroVítimas de delitos participaram, nesta quarta-feira, 6 de abril, de mais um círculo de construção de paz, na Promotoria de Justiça de Ceilândia . A atividade faz parte das ações do Programa “Escutando o cidadão”, que tem o objetivo de fornecer acolhimento e auxílio na superação do trauma de vítimas de delitos. 

Os círculos oferecem aos participantes um espaço para que possam falar sobre sua experiência. As vítimas recebem informações sobre o funcionamento da Justiça Criminal e a importância da participação no processo judicial. Também são orientadas sobre a rede de proteção disponível e encaminhadas para atendimento.

Por meio da partilha de histórias, os participantes do círculo se beneficiam da sabedoria coletiva do grupo. O conteúdo compartilhado não é divulgado no processo criminal. Para a promotora de Justiça Jaqueline Gontijo, os círculos são importantes porque "ali elas têm espaço seguro de fala e escuta para que possam expressar seus anseios e necessidades, espaço que não tem no processo criminal".

O Programa Escutando o Cidadão faz parte do eixo restaurativo do Programa Permanente de Incentivo à Política de Autocomposição do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (PPIPA/MPDFT). Para o coordenador da área restaurativa do PPIPA, o promotor de Justiça Pedro Thomé, “os círculos de construção de paz são uma oportunidade ímpar de fala e escuta das pessoas vítimas de infrações penais e o MPDFT tem logrado cumprir seu papel na esfera criminal propiciando um garantismo integral onde a vítima tem seu lugar de fala, relevância e recebe a devida atenção”.

Círculo de construção de paz

Os encontros são realizados bimestralmente na Promotoria de Justiça de Ceilândia. Podem participar maiores de 18 anos que tenham sido vítimas de delitos. O crime pode ter ocorrido em qualquer cidade do Distrito Federal, não é preciso que haja processo criminal. Interessados podem obter mais informações pelos telefones 3343 6415 ou 3343 6414.

Clique aqui para saber mais sobre os círculos.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.