Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Circunstâncias do crime ainda são desconhecidas. Denunciado tentou suicídio após o crime, mas sobreviveu

A 2ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Planaltina denunciou, nesta segunda-feira, 28 de março, Silvestre Pereira de Araújo pelo homicídio da esposa, Joana Santana Pereira dos Santos. O crime aconteceu em 20 de março de 2022, em Planaltina. A vítima foi asfixiada até a morte. 

Silvestre deve responder por homicídio duplamente qualificado. O crime foi praticado com emprego de meio cruel, pois a vítima foi submetida a intenso sofrimento ao ser estrangulada. Além disso,  homicídio foi praticado em razão da condição do sexo feminino da vítima, pois se deu no contexto de violência doméstica e familiar, o que configura feminicídio. 

As circunstâncias do crime ainda são desconhecidas. De acordo com o promotor de Justiça Nathan da Silva Neto, as investigações indicam que Silvestre, de maneira voluntária, consciente e com propósito homicida, asfixiou a esposa até a morte e, após o crime, tentou suicídio, mas sobreviveu. O crime aconteceu na casa dos envolvidos.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.