Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional (Nupri) e a Coordenadoria Executiva de Autocomposição (Cauto), do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), realizam nesta terça-feira, 22 de fevereiro, o primeiro círculo de diálogos do ano entre parentes de detentos do DF e autoridades ligadas ao sistema prisional por meio do projeto “Diálogos Inclusivos”.

O círculo será dividido em duas etapas. Não há uma pauta pré-definida do que será discutido. O Nupri e a Cauto implementaram a iniciativa no segundo semestre de 2020, diante do crescente número de questionamentos que os familiares dos detentos tinham em relação aos seus direitos e de seus entes queridos no contexto da pandemia de covid-19. O projeto integra o banco de boas práticas do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Na primeira etapa do encontro desta terça-feira, os membros da Cauto vão ouvir os familiares dos detentos usando a metodologia do círculo de paz, estratégia utilizada na Justiça Restaurativa. Na segunda etapa os participantes expõem suas demandas e tiram dúvidas com integrantes e promotores de Justiça do Nupri e autoridades penitenciárias.

Além de servidores do MPDFT, vão participar do círculo de conversas o secretário de Administração Penitenciária do DF, Wenderson Souza e Teles, a gerente de Saúde Prisional, Laila Bertin, a ouvidora geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Cíntia Rangel Assumpção, e a ouvidora da Seape DF, Rívia Coimbra.

DIÁLOGOS INCLUSIVOS
Terça-feira, 22 de fevereiro, às 13h30
Sede do MPDFT (Zona Cívico-Administrativa, lote 2), mezanino 

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.