Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

WhatsApp Image 2021 11 17 at 17.22.48 600 x 337Onze adolescentes integrantes do projeto “Vira vida”, do Sesi, terão a primeira experiência profissional no MPDFT, em 2022 

Em reunião virtual realizada na tarde de ontem, 17 de novembro, ficou acertada a contratação de 11 novos integrantes do projeto “Adolescente aprendiz” para atuar no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a partir de janeiro de 2022. O Programa, que foi institucionalizado pela Portaria nº 374, de 13 de maio de 2015, tem o objetivo de oferecer uma oportunidade de profissionalização a adolescentes em situação de vulnerabilidade social. 

Para a vice-procuradora de Justiça administrativa e responsável pelo projeto, Selma Sauerbronn, a ação é uma atividade de efetiva transformação social, que possibilita que esses jovens tenham novas perspectivas e experiências. “Ela permite modificar realidades por meio da educação e do trabalho”, destacou.

Já o coordenador do projeto no MPDFT, o servidor Valdmar da Silva, afirmou que os adolescentes desenvolvem uma nova visão de mundo após participarem do projeto. “É um resgate da autoestima, de valores e de sonhos que foram atropelados. A instituição que os acolhe tem um novo olhar para si mesma e para a sociedade”, reiterou.

Atualmente os 11 adolescentes estão passando por um processo de adaptação na empresa Renapsi. A organização é especializada na formação e no desenvolvimento de competências e visa à inclusão e inserção de seus participantes no mercado de trabalho.

ViraVida

A iniciativa é uma parceria com o programa “Vira vida”, do Serviço Social da Indústria (Sesi), que oferece acompanhamento psicossocial e direcionamento profissional a jovens de 14 a 21 anos em situação de vulnerabilidade. O foco do trabalho é o desenvolvimento pessoal voltado para a inserção socioprodutiva, por meio do resgate de sonhos, de vínculos familiares e da autoestima dos participantes.

Ao longo de 16 meses, os adolescentes recebem aulas da educação básica e de formação profissional, além de uma bolsa de estudo e acompanhamento psicológico, pedagógico e de assistência social por equipes multidisciplinares. Depois desse período, os adolescentes são encaminhados para instituições parceiras, como o MPDFT.  

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.