Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Iniciativa busca promover conscientização para o tema nos meios de comunicação e redes sociais

01 A B C esatitco APOIOA Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude (PJIJ) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) apoia a campanha “Precisamos agir agora para acabar com o trabalho infantil”, que tem o objetivo de conscientizar a sociedade para o combate ao problema no Brasil e no mundo.  A iniciativa foi lançada neste mês pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), pela Justiça do Trabalho, pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Apenas no Brasil, há cerca de 1,8 milhão de crianças e adolescentes  com idades entre 5 e 17 anos em situação de trabalho infantil. Desses, 45,9% (706 mil) estavam em ocupações consideradas como piores formas de trabalho infantil. Os dados são do IBGE, colhidos em 2019.

O dia 12 de junho foi a data escolhida como Dia Mundial contra o Trabalho Infantil pela Organização das Nações Unidas (ONU), que também designou 2021 como o Ano Internacional para a Eliminação do Trabalho Infantil. O propósito é convocar os governos a fazerem o que for necessário para atingir a Meta 8.7 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS). A intenção é adotar medidas imediatas e eficazes para erradicar o trabalho forçado, acabar com a escravidão moderna e o tráfico de pessoas e garantir a proibição e a eliminação das piores formas de trabalho infantil, incluindo o recrutamento e o uso de crianças como soldados, e, até 2025, pôr o fim ao trabalho infantil em todas as suas formas.

Para a promotora de Justiça Luisa de Marillac, o tema merece atenção, porque “infelizmente, ainda há na nossa sociedade uma cultura de normalizar e até enaltecer o trabalho infantil, com desconhecimento dos seus enormes prejuízos para o desenvolvimento de crianças e adolescentes e para que tenham acesso aos seus direitos fundamentais, tais como os direitos à saúde, à educação, ao lazer e à convivência familiar e comunitária”.

A campanha

Com o slogan “Precisamos agir agora para acabar com o trabalho infantil”, a campanha produziu materiais gráficos para divulgação nas redes sociais com trechos da canção “Sementes”, dos rappers Emicida e Drik Barbosa. A música foi composta para a campanha contra o trabalho infantil promovida pelo MPT, pela FNPETI, pela Justiça do Trabalho e pela OIT em 2020 e regravada pelo rapper Rael e pela cantora Negra Li. 

Twitaço #NãoaoTrabalhoInfantil

No dia 11 de junho, das 10h às 13h, as instituições, em parceria com veículos de comunicação, artistas e influenciadores(as) brasileiros(as), estarão engajadas em uma ação no Twitter, com a hashtag #NãoAoTrabalhoInfantil.

O twitaço busca chamar a atenção de cidadãos e cidadãs para a causa. Ao longo do dia, centenas de mensagens serão postadas nas redes sociais. O objetivo é deixar a hashtag nos assuntos mais comentados da rede.

Clique aqui para saber mais sobre a campanha.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.