Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Ação ocorreu em hotel da cidade, por volta das 6 horas. Luiz Antônio de Campos foi denunciado por crimes contra o meio ambiente, administração pública e corrupção

Em apoio à operação deflagrada pelo Ministério Público de Santa Catarina, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios prendeu, em Brasília, o candidato à prefeitura de Garopaba (SC) na quarta-feira, 18 de novembro. Luiz Antônio de Campos, o Luizinho, foi denunciado por integrar suposta organização criminosa e ter praticado crimes contra o meio ambiente, administração pública e corrupção.

O candidato teve mandado de prisão executado, inicialmente, em 29 de outubro, em Santa Catarina. No entanto, Campos obteve decisão da Justiça e foi posto em liberdade no dia seguinte. A alegação da defesa foi a legislação eleitoral, que veda prisão de candidatos 15 dias antes e 48 horas após o pleito.

A prisão ocorreu em um hotel de Brasília, por volta das 6 horas, e teve apoio operacional do Centro de Inteligência e do Gaeco do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. O vereador será recambiado para Santa Catarina.

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.