Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O MPDFT vai lançar nesta quinta-feira, 18 de junho, a comunidade virtual aberta do "MP Solidário" na plataforma Moodle. Por meio dela, os cidadãos poderão trocar experiências, informações e contar suas histórias relacionadas ao tema gestão de conflitos, com a ajuda dos facilitadores da Coordenadoria Executiva de Autocomposição (Cauto) e da Secretaria de Educação e Desenvolvimento Corporativo (Secor) do MPDFT. Comunidades virtuais de aprendizagem são aquelas em que um grupo de pessoas interessadas em algum tema cria um espaço de troca de informações com a finalidade de gerar conhecimento.

Na mesma data, será aberto o curso “Gestão de conflitos”, também na plataforma Moodle. A ideia é que os participantes identifiquem os fatores que geram conflitos, pensem estratégias de gestão positiva e conheçam as etapas da negociação e da mediação. O curso é autoinstrucional e gratuito, e ficará disponível na plataforma até 19 de dezembro. A carga horária é de 10h e não há limite de participantes.

Para ingressar, tanto no curso quanto na comunidade virtual, basta acessar o endereço: mpdft.mp.br/ead. É necessário informar nome completo, CPF (utilizado como senha no primeiro acesso), e-mail e telefone. Depois é só fazer a inscrição no curso desejado. Clique aqui para conferir o pdf com o tutorial de como acessar a comunidade. Aqui você confere o vídeo com o passo a passo.

MP Solidário

O lançamento da comunidade e do curso faz parte do projeto "MP Solidário", que tem por objetivo a conscientização da sociedade sobre a importância da solidariedade e da cidadania para o gerenciamento dos conflitos. “O projeto busca fomentar as práticas de autocomposição a fim de interferir nas resoluções dos conflitos agravados especialmente pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19)”, explica a vice-procuradora-geral de Justiça, Selma Sauerbronn.

“Percebemos que nesse período de pandemia, os conflitos e as dúvidas se intensificaram. Entendemos que essa iniciativa fortalece a proteção da sociedade e dá ferramentas para que a própria comunidade possa gerenciar seus conflitos dentro de uma perspectiva de prevenção da violência”, completa a procuradora-geral de Justiça, Fabiana Costa.

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.