Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Ministério Público atende pedido da Polícia Militar e recomenda a realização do jogo com portões fechados. Relatório de segurança reprovou as condições do Serejão para eventos esportivos

Nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) recomendou que o jogo Gama X Brasiliense deste sábado (15/2), no Estádio Elmo Serejo Farias, conhecido como Serejão, seja realizado com portões fechados. O procurador distrital dos Direitos do Cidadão, Eduardo Sabo, atendeu a um pedido da Polícia Militar do DF (PMDF), que em vistoria realizada no local em 24 de janeiro reprovou o espaço para eventos esportivos.

De acordo com o documento da PMDF, “o estádio possui instalações antigas e bastante comprometidas, que estão em discordância com o laudo de segurança. As condições são insustentáveis para os eventos esportivos e pequenos reparos paliativos nas instalações do estádio não vão resolver a questão da segurança”. O promotor de Justiça Bruno Vergini, integrante da Comissão de Prevenção de Combate à Violência nos Estádios do Distrito Federal do MPDFT, esteve no local na tarde desta sexta-feira (14/2) e constatou a total vulnerabilidade das instalações, além do não atendimento das exigências feitas pela Polícia Militar, salvo as relacionadas à limpeza.

Além dos problemas estruturais do estádio, a PMDF explicou que a segurança dos cidadãos durante o evento estaria comprometida em razão do emprego de efetivo para policiamento nas festividades do Carnaval e na final da Supercopa no Estádio Nacional. O Comando de Missões Especiais do DF ainda mencionou o histórico de confronto entre as torcidas organizadas do Brasiliense e do Gama.

A recomendação foi expedida ao Comando da PMDF, à Administração Regional de Taguatinga, à Federação Brasiliense de Futebol e aos advogados das torcidas organizadas Ira Jovem Gama e Facção Brasiliense. O Estatuto do Torcedor prevê como sanção, em caso de violação dos dispositivos nele contidos, dentre outras, a destituição ou suspensão de dirigentes de ligas e de entidades de administração do desporto ou de prática desportiva.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.