Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Julgamento dos três envolvidos no assassinato de Lessandro Vilela Borba, dono de franquias da sorveteria Chiquinho, virou a madrugada. O crime ocorreu no Recanto das Emas em julho de 2017

Na madrugada desta sexta-feira, 28 de junho, os jurados acolheram todos os pedidos formulados pelo Ministério Público para condenar os três envolvidos no assassinato de Lessandro Vilela Borba. Janaína Maria da Rocha, esposa da vítima e mandante do crime, foi condenada a 29 anos e 4 meses de reclusão por homicídio triplamente qualificado e coação no curso do processo.

O executor do crime, Rafael Gonçalves Roriz, foi condenado a 18 anos e 4 meses de reclusão, por homicídio duplamente qualificado e coação no curso do processo. Victor Hugo Rodrigues Silva, acusado de ser partícipe, foi condenado a 12 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado.

O promotor de Justiça responsável pelo caso, Marlon Carlos Fernandes, ressaltou que o Tribunal do Júri, por ser um tribunal popular, é o espaço mais democrático do Poder Judiciário. “A sociedade do Recanto das Emas, no julgamento, deu uma resposta à altura da gravidade dos crimes que foram praticados, entregando, não só à comunidade, como também aos familiares da vítima, a justiça que o caso exigia”, completou.

Processo: 2017.15.1.004571-4

 

Leia mais

Caso Chiquinho: mulher que mandou matar marido vai a júri nesta quinta-feira (27/6)

MPDFT denuncia três pessoas suspeitas de matar dono de sorveterias

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.