Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

No mês da mulher, a Rede Social de Taguatinga, Águas Claras e Vicente Pires (Rede TAV), da qual o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) faz parte, promove atendimento às mulheres da Colônia Agrícola 26 de Setembro. Em 24 de março, o Ônibus da Mulher – Unidade Móvel de Acolhimento às Mulheres do Campo e do Cerrado – estará na Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro das 9h às 12h. A feira fica entre Taguatinga, Vicente Pires e Cidade Estrutural.

A iniciativa tem como objetivo levar informação e orientação às mulheres da região. O MPDFT oferecerá serviços de Ouvidoria, pelos quais é possível solicitar informações ou providências, enviar reclamações, críticas, sugestões, denúncias e elogios. Participará do evento também o Setor de Análise Psicossocial da Coordenadoria Administrativa das Promotorias de Justiça de Águas Claras.

As demais atividades serão oferecidas por outros integrantes da Rede TAV: Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Atendimento à Mulher (Ceam), Núcleo de Práticas Jurídicas da Universidade Católica de Brasília (NPJ/UCB), Programa de Pesquisa, Vigilância e Assistência à Violência (PAV), Conselho Tutelar de Vicente Pires e Casa Flor – Unidade de Acolhimento à Mulher. 

Colônia Agrícola 26 de Setembro

De acordo com a Terracap, a Colônia Agrícola 26 de Setembro ocupa uma área de 997 hectares, com população estimada de 10 mil habitantes. Parte da comunidade é desprovida de boas condições socioeconômicas e não conta com serviços públicos ou comunitários de saúde, educação, acesso à Justiça e assistência social. Para acessar as políticas públicas, os moradores precisam se deslocar até Taguatinga ou Vicente Pires, porém há pouca oferta de transporte público, o que dificulta a efetividade e o acesso aos serviços da rede de atendimento.

 

Serviço

Ação Comunitária na Colônia Agrícola 26 de Setembro

Dia: 24 de março

Horário: das 9h às 12h 

Local: Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial



Mês da Mulher: MPDFT participa de ação comunitária na Colônia Agrícola 26 de Setembro


No mês da mulher, a Rede Social de Taguatinga, Águas Claras e Vicente Pires (Rede TAV), da qual o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) faz parte, promove atendimento às mulheres da Colônia Agrícola 26 de Setembro. O Ônibus da Mulher – Unidade Móvel de Acolhimento às Mulheres do Campo e do Cerrado – estará na Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro, em 24 de março, das 9h às 12h. A feira fica entre Taguatinga, Vicente Pires e Cidade Estrutural.

A iniciativa tem como objetivo levar informação e orientação às mulheres da região. O MPDFT oferecerá serviços de Ouvidoria, pelos quais é possível solicitar informações ou providências, enviar reclamações, críticas, sugestões, denúncias e elogios. Participará do evento também o Setor de Análise Psicossocial da Coordenadoria Administrativa das Promotorias de Justiça de Águas Claras.

As demais atividades serão oferecidas por outros integrantes da Rede TAV: Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Atendimento à Mulher (Ceam), Núcleo de Práticas Jurídicas da Universidade Católica de Brasília (NPJ/UCB), Programa de Pesquisa, Vigilância e Assistência à Violência (PAV), Conselho Tutelar de Vicente Pires e Casa Flor – Unidade de Acolhimento à Mulher.

Colônia Agrícola 26 de Setembro

De acordo com a Terracap, a Colônia Agrícola 26 de Setembro ocupa uma área de 997 hectares, com população estimada de 10 mil habitantes. Parte da comunidade é desprovida de boas condições socioeconômicas e não conta com serviços públicos ou comunitários de saúde, educação, acesso à Justiça e assistência social. Para acessar as políticas públicas, os moradores precisam se deslocar até Taguatinga ou Vicente Pires, porém há pouca oferta de transporte público, o que dificulta a efetividade e o acesso aos serviços da rede de atendimento.


Serviço

Ação Comunitária na Colônia Agrícola 26 de Setembro

Dia: 24 de março

Horário: das 9h às 12h

Local: Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro








Mês da Mulher: MPDFT participa de ação comunitária em Taguatinga


Em comemoração ao mês da Mulher, a Rede Social de Taguatinga, Águas Claras e Vicente Pires (Rede TAV) promove, em parceria com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Secretaria Adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (SEDESTMIDH), por meio do Ônibus da Mulher - Unidade Móvel de Acolhimento às Mulheres do Campo e do Cerrado, uma Ação Comunitária no Assentamento 26 de Setembro, no dia 24 de março, de 9h às 12h, na Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro, em Taguatinga.

A iniciativa tem como objetivo levar ações de atendimento, oferecendo informação e orientação às mulheres residentes no Assestamento 26 de Setembro. A comunidade não possui equipamentos públicos, como serviços de saúde, educação, assistência social, entre outros.

As atividades serão ministradas por integrantes que compõem a Rede TAV, incluindo o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Taguatinga, o Centro de Atendimento à Mulher (Ceam), o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da Universidade Católica de Brasília (UCB), e outros.

Assentamento 26 de Setembro

A Colônia Agrícola 26 de Setembro possui, de acordo com a Terracap, uma área de 997 hectares, com a população estimada em torno de 10 mil habitantes. A comunidade local, prioritariamente, com baixo nível socioeconômico, é dependente de serviços públicos ou comunitários de saúde, educação, acesso à Justiça e assistência social. Para acessar as políticas públicas, essa comunidade necessita se deslocar para a Região Administrativa de Taguatinga e de Vicente Pires, porém há pouca oferta de transporte público, o que dificulta a efetividade e acesso aos serviços da rede de atendimento.


Serviço

Ação Comunitária na Colônia Agrícola 26 de Setembro

Dia: 24 de março

Horário: 9h às 12h

Local: Feira do Produtor da Colônia Agrícola 26 de Setembro, Taguatinga

.: voltar :.