Imprimir

Sócios do grupo de supermercados respondem a processos na Justiça por crime contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro, eles ainda são investigados por crimes tributários e falsidade ideológica

 

 * Atualizado em 30 de janeiro de 2018. A audiência foi remarcada, ainda sem data definida. 

 

Na próxima quarta-feira, 31 de janeiro, às 14h30, na 5ª Vara Criminal de Brasília, será realizada audiência para o interrogatório do casal proprietário do grupo SuperMaia acusado de crime contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro. Após a audiência, o processo segue para as alegações finais e a sentença deve ser publicada ainda no primeiro semestre deste ano.

De acordo com a denúncia da Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária (Pdot) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), os réus José Fagundes Neto e Maria de Fátima Maia causaram dano aos cofres do Distrito Federal no valor aproximado de R$ 4 milhões, pelo não recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Esse valor corresponde ao imposto que deveria ter sido recolhido no período de janeiro a junho de 2016.

Em outra ação, sócios do grupo foram denunciados pelos mesmos crimes, no entanto, com prejuízo ainda maior aos cofres públicos, no valor de R$ 216 milhões devidos de ICMS, no período entre 2004 e 2015. Em julho de 2017, o MPDFT denunciou mais cinco pessoas ligadas à rede SuperMaia pelos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e falso testemunho.

Para a Pdot, a prática criminosa ocasionou grave prejuízo ao erário e à sociedade, uma vez que os recursos que foram suprimidos do Distrito Federal viabilizariam a solução de inúmeras demandas sociais de grande importância, como a ampliação e melhora de serviços de saúde, a instalação de novas unidades de terapia intensiva (UTI) e o fornecimento de medicamentos e tratamentos médicos essenciais à manutenção da vida, para citar somente exemplos relacionados ao direito à saúde.

Processo: 2016.01.1.073322-2

Leia mais: 
Dono da rede SuperMaia é denunciado por mais dois crimes
Justiça defere pedido de prisão contra donos da rede SuperMaia
Vara Criminal realiza audiência em processo contra sócios do grupo SuperMaia
MPDFT denuncia sócios do grupo SuperMaia por crime contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro 

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial