Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Samambaia obteve, nesta quarta-feira, 14 de novembro, a condenação de Vinícius Rodrigues de Souza pelo homicídio quadruplamente qualificado de Tauane Morais dos Santos. A pena foi fixada em 30 anos de reclusão em regime inicial fechado pelo assassinato e 6 meses por descumprimento de medida protetiva. O réu não poderá recorrer em liberdade.

Os jurados aceitaram as quatro qualificadoras apontadas pela Promotoria: motivo torpe, uso de meio cruel, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e condição do sexo feminino envolvendo violência doméstica e familiar (feminicídio).

O crime ocorreu em 6 de junho de 2018 em Samambaia, um dia após Vinícius ser solto em audiência de custódia. Ele foi à casa de Tauane alegando que queria conversar e, quando estavam sós, esfaqueou a vítima. Ele tentou se matar, mas foi socorrido em estado grave.

Três dias antes, Vinícius havia sido preso por ameaçar Tauane. Por não aceitar o fim do relacionamento, ele havia se descontrolado e quebrado moveis na residência. Depois, com um punhal, ameaçou a ex-companheira. Tauane tinha 23 anos e deixou dois filhos.

A promotora de Justiça Leda Maria Campos Siqueira avalia como positivo o resultado do julgamento. “A impunidade é o combustível da criminalidade. Hoje ficou demonstrado que o homem que atentar contra a vida de sua esposa, companheira ou namorada será processado, julgado e condenado. O homem precisa aprender a respeitar a mulher, não a mulher ter medo do homem”, afirmou.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.