Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Mais de 1,3 mil pessoas participaram da caminhada que teve o objetivo de mobilizar, sensibilizar, informar a sociedade

caminhada redNa última sexta-feira, 18 de maio, Dia de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Rede Intersetorial do Gama, que conta com a participação da Promotoria de Justiça da cidade, participou da 8ª Caminhada Faça Bonito. O objetivo foi a conscientização da comunidade sobre a esse crime.

“É preciso romper o pacto de silêncio que envolve a violência sexual contra crianças e adolescentes. A mobilização das instituições da rede, da sociedade e das famílias é fundamental para combater esse tipo de crime, que gera sequelas irreversíveis”, alertou a promotora de Justiça Carolina Rebelo.

A promotora de Justiça Isabella Angélica Chaves lembrou que o combate ao abuso sexual infantil esbarra no silêncio e omissão dos envolvidos. "O projeto visa justamente mobilizar a comunidade, mostrando que o problema existe e trazendo uma reflexão sobre a nossa responsabilidade na proteção dos direitos das crianças e adolescentes”, completou.

promotoria redA caminhada partiu da Escola Classe 6 em direção ao Conselho Tutelar do Gama Oeste, passando pela Avenida Vedovelli Bortolo. Ao final do percurso, a comunidade foi recepcionada com apresentações culturais, assistência jurídica, de saúde e estética pelos estudantes de Direito e Enfermagem das Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central (Faciplac). Também não faltaram brinquedos para as crianças se divertirem.

18 de maio

Em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro contra uma menina de apenas oito anos chocou todo o país. O caso ficou conhecido como "Crime Araceli", em menção ao nome da criança que foi raptada, dopada, violentada e, depois de morta, teve o corpo carbonizado. Apesar da natureza hedionda, o crime prescreveu sem que houvesse punição aos culpados.

A data, instituída pela Lei Federal 9.970/2000, é uma conquista que marca a luta pelos direitos humanos de crianças e de adolescentes no território nacional. A intenção é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar a sociedade a participar dessa luta. É preciso a atenção da população, já que os casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes ocorrem em todos os grupos sociais.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.