Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Crime aconteceu em Samambaia. Para o Ministério Público, prisão garante segurança de vítima e testemunhas

Na tarde desta segunda-feira, 19 de dezembro, após o pedido de prisão preventiva do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Kleber José Ferreira, policial militar acusado de matar Bruno César Oliveira no último domingo, em Samambaia, se apresentou à polícia e está preso.

De acordo com o promotor de Justiça Luiz Humberto Alves de Oliveira, como o acusado é policial, isso tem gerado temor nas testemunhas, por isso, é necessário resguardá-las durante as investigações. “É importante que Kleber esteja e permaneça preso para que outras pessoas que viram o crime se apresentem”, explica. Quem presenciou o crime pode contribuir para elucidar os fatos. Basta entrar em contato com o plantão do MPDFT ou com a 26ª Delegacia de Polícia. Telefones: 3343-9874 e 3207-8091.

Entenda o caso

A vítima teria um suposto relacionamento com a esposa do policial, que já havia tentado a separação, mas o acusado não aceitava, inclusive a ameaçava. No dia do crime, Kleber Ferreira, com intenção de matar, seguiu o carro de Bruno Oliveira, que estava acompanhado da esposa do policial, interceptou o veículo, próximo à 26ª DP, e efetuou diversos disparos. Bruno Oliveira morreu no local. Segundo depoimentos, o policial tinha conhecimento de onde as vítimas estariam porque há alguns meses havia instalado no celular da esposa um aplicativo que rastreia as mensagens de Whatsapp. Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.