Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

A Promotoria de Justiça de Brazlândia realiza mais dois encontros do Projeto “Tardes de Reflexão” de 2014, nos dias 16 e 23 de setembro. O projeto é uma iniciativa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e tem por objetivo promover o acolhimento de mulheres e homens envolvidos nos crimes de violência doméstica. Dados apontam que o programa colabora para a diminuição da reincidência dos crimes relacionados à violência doméstica.

Foram convidadas 34 mulheres vítimas nos crimes de violência doméstica para o primeiro encontro que acontecerá na próxima terça-feira, dia 16, a partir das 14h30. Na semana seguinte, dia 23, será a vez dos homens envolvidos nos crimes de violência doméstica. Ao todo 32 homens foram convidados. Os dois encontros são realizados no Fórum de Brazlândia.

As reuniões serão conduzidas por profissionais do Núcleo de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (Nafavd) e do Centro de Atendimento Multidisciplinar (Ceam) da Secretaria de Estado da Mulher. O psicólogo Carlos Frederico Macêdo acolherá o grupo de mulheres. A psicóloga Tatiana Lima Beust e o agente social Gean Costa acolherão o grupo de homens. Os encontros contam, ainda, com a presença dos analistas processuais do MPDFT Carolina Castelo Branco de Melo e Suedney dos Santos, que prestam esclarecimentos sobre os aspectos legais relacionados à violência doméstica. São apresentados vídeos sobre o assunto, com dados históricos e estatísticos. Ao final de cada reunião, há debates e os participantes respondem uma enquete sobre o tema e sobre a atuação da Justiça.

Reincidência

Dados reunidos pela Coordenadoria Administrativa das Promotorias de Justiça de Brazlândia mostram que o programa é um exemplo de prevenção à reincidência nos crimes relacionados à violência doméstica. Até dezembro do ano passado, entre os participantes das Tardes em 2012, 87,01% não se envolveram em novos episódios de violência doméstica. Ao todo, 77 agressores participaram das “Tardes de Reflexão” em 2012.

Outro dado relevante é que o índice de novas agressões entre os participantes, de 12,99%, é menor comparado ao índice de agressões entre os homens convidados e que não participaram das reuniões de 2012, apurado em 17,24%. Destaca-se, também, que houve uma ligeira queda no índice de reincidência entre os que compareceram em 2012, comparado ao ano de 2011, que foi de 13,73%.

.: voltar :.