Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

No próximo dia 17, o Tribunal do Júri de Ceilândia julga o último dos cinco acusados do assassinato de Wagner André Ferreira da Silva. O crime aconteceu em agosto de 2012 e, até hoje, o corpo da vítima não foi encontrado. O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) acusa Glênio José de Sousa Carvalho de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. O processo do réu havia sido desmembrado em razão de recurso apresentado pela defesa, mas agora vai a julgamento.

Em 23 de fevereiro deste ano, os demais acusados, Gerson Inácio Ferreira, Paulo Brito Filho, Alano José Martins e Ivonei José Martins foram julgados e condenados por esses crimes. Nesse julgamento, que durou quase quatro dias, os três primeiros réus foram condenados a 31 anos e 9 meses de reclusão e o último a 29 anos e 11 meses.

Entenda o caso

No dia do homicídio, os acusados fingiram ser policiais e foram até a casa de Wagner Silva para cumprir um suposto mandado de prisão. Os réus algemaram a vítima e colocaram-no em um veículo, sob o pretexto de levá-lo à delegacia. O caso foi descoberto quando a Polícia Civil investigava os réus por crimes de roubo e adulteração de veículos, falsificação de documentos e fraudes na obtenção de CNH. Nas interceptações telefônicas para a apuração desses crimes, foram captados diálogos que revelaram o planejamento do homicídio. Os acusados teriam agido por vingança, acreditando que Wagner Silva teria delatado o esquema criminoso à polícia.

Processo: 2013.03.1.002517-9

.: voltar :.