Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:



Presidente CNPG defende diálogo entre polícia jurídica e MPAo falar para representantes da Polícia Judiciária e do Ministério Público, em audiência pública na Câmara Federal, a presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais, Eunice Carvalhido, defendeu o trabalho colaborativo entre as duas instituições e chamou a atenção para os riscos de haver uma divisão prejudicial ao trabalho investigativo. “Nós, o Ministério Público e a Polícia Judiciária, estamos abrindo brechas para demonstrar nossa fragilidade. E isso pode nos custar muito caro”, alertou.

A audiência acontece na tarde desta terça-feira, dia 20, na Câmara Federal, para discussão do projeto de lei nº 5.776/2013, que "dispõe sobre a investigação criminal e dá outras providências", de autoria da deputada Marina Santana (PT-GO).

A presidente do CNPG destacou ainda que o referido projeto é moderno, põe fim a polêmica da investigação criminal direta pelo Ministério Público e disciplina os direitos do investigado, especialmente a preservação de sua imagem, que é uma garantia constitucional.

O debate foi mediado pelo deputado Otávio Leite (PSDB-RJ). A mesa foi composta por Flávio Crocce Caetano, secretário de reforma do Judiciário e representante do Ministério da Justiça; Marcello Paranhos de Oliveira Miller, procurador da República do Rio de Janeiro e representante do Ministério Público Federal; Fernando Segóvia, coordenador-geral de defesa institucional substituto representante do Departamento de Polícia Federal; e Jorge Luiz Xavier, diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal, além da presidente do CNPG.

.: voltar :.