Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O promotor de Justiça Claudio Portela tomou posse no cargo de conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em cerimônia realizada nesta segunda-feira, dia 12, no auditório da Procuradoria-Geral da República (PGR). Claudio Portela assume a cadeira como representante do MPDFT.

Durante a cerimônia, também foram reconduzidos mais três conselheiros: Jeferson Coelho, subprocurador-geral do Trabalho, na vaga do Ministério Público do Trabalho; Jarbas Soares, procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais, e Alessandro Tramujas Assad, procurador de Justiça do Ministério Público de Roraima, em duas das três vagas destinadas aos MPs Estaduais.

No primeiro mandato, além de Claudio Portela, foram empossados o procurador de Justiça Militar Antonio Pereira Duarte, representando o Ministério Público Militar; o promotor de Justiça do Ministério Público do Mato Grosso Marcelo Ferra de Carvalho, na terceira vaga dos MPs Estaduais; o juiz federal Alexandre Berzosa Saliba, indicado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ); e o advogado Esdras Dantas de Souza, em uma das duas vagas destinadas à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

No discurso de encerramento, o procurador-geral da República destacou que, apesar de ser uma instituição ainda jovem, tem prestado serviços relevantes ao Ministério Público e à sociedade brasileira. Segundo ele, um dos grandes desafios do MP e do próprio Conselho é promover a união do Ministério Público brasileiro. "Já temos adversários externos suficientes. Por isso, devemos trabalhar permanentemente pela união de todo o Ministério Público brasileiro, devemos superar as diferenças, valorizar os pontos de convergência e trabalhar unidos pelo aprimoramento e pela construção de um MP em condições cada vez melhores de atender à sociedade brasileira".

Com informações do Conselho Nacional do Ministério Público

.: voltar :.