Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O coordenador administrativo da Promotoria de Justiça de Santa Maria, Cláudio Portela, reuniu-se, na manhã desta terça-feira, 25, com representantes da Regional de Ensino e diretores das 26 escolas públicas da cidade para discutir a viabilidade da implantação do Projeto Escola de Mediadores. O promotor de Justiça explicou os aspectos positivos alcançados pelo programa em outras unidades da Federação, como a diminuição da violência dentro da escola e nas relações familiares.

Desenvolvido em duas escolas do Rio de Janeiro (RJ), o projeto propõe a construção de uma cultura de paz no ambiente escolar. Um dos objetivos é transmitir ao aluno algumas habilidades que o permita negociar, de forma mais colaborativa, os conflitos inevitáveis que surgirão ao longo da vida, de forma a evitar fins graves ou trágicos.

Portela ressaltou, também, que a participação no Projeto Escola de Mediadores não é uma imposição aos diretores, pois a primeira etapa trata exatamente da aceitação de todos os envolvidos - alunos, professores, funcionários e pais.

Discutiu-se, ainda, o cronograma para a implantação do Grupo de Apoio à Segurança Escolar (Gase) em Santa Maria. Criado em 2005, o grupo tem como objetivo ampliar, em nível institucional, os trabalhos do MPDFT no planejamento e apoio a uma atuação sistêmica de promoção da segurança nas escolas públicas e particulares.

Para mais informações sobre o Projeto Escola de Mediadores, clique aqui.
Para saber mais sobre o Gase, clique aqui.

 

.: voltar :.