Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

O professor da Universidade Católica de Brasília Paulo Fresneda (Foto: José Evaldo Vilela)Na última sexta-feira, integrantes do MPDFT foram convidados a participar do evento que deu início à execução do projeto de Gestão Estratégica 2010/2020. A solenidade, realizada no Auditório Promotor de Justiça Andrelino Bento Santos Filho, apresentou o planejamento da instituição e convidou membros e servidores a participar da iniciativa. Quem esteve presente no evento também pode assistir, ao final, a trechos da peça Como passar em concurso público, da companhia de teatro G7.

Vice-Procuradora-Geral de Justiça, Zenaide Martins (Foto: José Evaldo Vilela)Ao abrir o evento, a Vice-Procuradora-Geral de Justiça, Zenaide Martins, destacou a importância do projeto para o trabalho que o MPDFT presta à população. "Somente checando dados saberemos se nossa atuação e nossas estratégias estão adequadas e, se não, o que deve ser mudado", disse. Para isso, ela ressaltou a importância da participação de todos para o sucesso do projeto. "Esperamos o melhor desempenho de todos os integrantes para melhor servirmos ao MP. O maior desafio ainda está por vir. Nossa meta é tornar o MPDFT referência da proteção dos direitos do cidadão e na promoção da justiça", apontou Zenaide, fazendo referência à visão definida para a instituição pelo projeto. "Acreditem e somem conosco. Toda proposição será bem aceita. Participem", pediu a Vice-Procuradora-Geral de Justiça.

O professor da Universidade Católica de Brasília (UCB) Paulo Fresneda, responsável pelo projeto de planejamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também conversou com os participantes e falou sobre a importância que o projeto de planejamento teve para o ministério. Segundo ele, assim como as empresas privadas, as instituições públicas precisam estar bem preparadas e estruturadas. "Uma instituição precisa de estratégia para antever o futuro. A ideia é hoje se preparar para minimizar os problemas que virão", destacou o professor. Lembrando do caso do Ministério da Agricultura, Fresneda também incentivou o engajamento de todos os integrantes do MPDFT, principalmente dos líderes, neste início do processo de planejamento. "O exemplo começa de cima", apontou.

Peças de um quebra-cabeça

O primeiro a falar pela Secretaria de Planejamento (Secplan) foi o chefe da unidade, José Joaquim Vieira, que agradeceu o empenho de todos. "Depois de dez meses de gestação, o plano chega a sua fase de execução. Estamos no caminho certo, preparados e formando equipes de trabalho", afirmou.
Peças de um quebra-cabeças (Foto: José Evaldo Vilela)"A população está aumentando, assim como os problemas sociais. E o MPDFT precisa estar pronto para lidar com isso", afirmou Isabella Branco, servidora da Divisão de Planejamento Estratégico da Secplan, ao apresentar o trabalho já realizado para o projeto de gestão estratégica. Segundo ela, por essa razão, o Ministério Público precisa adequar sua estrutura e refletir sobre se o trabalho realizado está atendendo à demanda da sociedade. E completou: "Todos temos que remar para o mesmo lado, afinal estamos todos no mesmo barco".

Ela destacou que o planejamento estratégico organiza a administração, diminui os esforços desnecessários e melhora a performance do órgão. "Não vamos dar mais trabalho, mas sim otimizá-lo. Precisamos saber o que cada um faz para contribuir com a missão do MPDFT", disse Isabella. "Para isso, não basta o trabalho da Secplan, todos os integrantes são uma peça do quebra-cabeça", lembrou a chefe da Divisão de Estruturação Administrativa da Secplan, Andreza Bandeira. Como símbolo da importância de todos para o sucesso do Gestão Estratégica 2010/2020, quebra-cabeças do mapa estratégico e do plano de atuação do MPDFT foram montados com peças trazidas por líderes de diversos setores da instituição.

Sobre o projeto

Grupo de teatro G7 (Foto: José Evaldo Vilela)O MPDFT lançou o projeto Gestão Estratégica 2010/2020 em fevereiro deste ano. Além de resgatar sua missão e definir a visão de futuro, a instituição traçou objetivos estratégicos e indicadores institucionais. O projeto dá continuidade ao processo de planejamento do MPDFT, que contou também com a criação da Secretaria de Planejamento, com o desenvolvimento dos projetos institucionais e com a restruturação administrativa da instituição. Após uma primeira etapa de visitas às unidades da instituição para conhecer a realidade do órgão, uma nova fase terá início com visitas às unidades para ajudá-las a definir indicadores e metas e alinhar as rotinas operacionais do MPDFT à estratégia estabelecida.

.: voltar :.