Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Mandados são contra servidores, ex-servidores e particulares

Operação ApáteO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (Gaeco/MPDFT), e a Coordenação Especial de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e aos Crimes contra a Administração Pública (Cecor) da Polícia Civil do DF deflagaram nesta quinta-feira, 31 de outubro, a Operação Apáte. Estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão temporária e 24 mandados de busca e apreensão, um deles na sede da Companhia de Energia Elétrica (CEB). Além do Distrito Federal, há cumprimento de mandados nas cidades de Águas Lindas e Novo Gama, ambas situadas no estado do Goiás.

As investigações apuram o cometimento de crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito da CEB e da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb). Indícios apontam que o grupo criminoso atua em diversas frentes, entre elas cobrança de propina para a religação do fornecimento de energia para os devedores; troca de titularidade das contas da CEB e Caesb mediante pagamento de propina e cancelamento de dívidas perante as estatais mediante pagamento de propina.

O nome da ação vem da deusa grega Apáte, que representa a fraude. As investigações se iniciaram após análise do material coletado no aparelho celular de um dos presos na Operação Horus, na qual foram presos grileiros e policiais militares envolvidos no parcelamento irregular de terras públicas no Condomínio Sol Nascente.

Coletiva de imprensa será realizada às 10h no auditório da Polícia Civil do DF

Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.