Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

MPDFT torna público apoio à sanção da Lei de Proteção de Dados dos brasileiros

 
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT encaminhou ofício à presidência da República em que manifesta apoio público ao Projeto de Lei nº 53/2018, que dispõe sobre a proteção de dados pessoais e altera o Marco Civil da Internet. A carta é endossada pela Comissão de Proteção de Dados Pessoais do MPDFT e pede ainda a sanção do Projeto de Lei em favor do desenvolvimento nacional e da proteção dos dados dos brasileiros.
 
O projeto foi aprovado no dia 10 de julho pela Câmara Federal, mas já tramita há dois anos no Congresso Nacional. Nesse período, foram realizadas duas consultas públicas e mais de 2.500 contribuições nacionais e internacionais, provenientes de várias setores. 
 
Um dos itens que ainda gera controvérsia no texto é sobre a constitucionalidade da criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados. No entanto, o Ministério Público acredita que isso “não deve contaminar os demais dispositivos do projeto que possuem redação em consonância com a Constituição Federal de 1988 e demais diplomas legais vigentes, como por exemplo, o Código de Defesa do Consumidor e o Marco Civil da Internet”, explica a carta. 
 
Ainda segundo o MPDFT, a sanção da Lei promoverá um ambiente de segurança jurídica capaz de impulsionar a economia baseada em dados, alavancar empresas, principalmente startups, e produzir um robusto sistema de proteção para os brasileiros. Além disso, “a regulamentação da transferência internacional de dados abrirá as portas do Brasil e do mercado brasileiro para tecnologias revolucionárias, como por exemplo, soluções de inteligência artificial na área de saúde que irão impactar positivamente a vida dos cidadãos”, diz o texto. 
 
A Comissão de Proteção de Dados Pessoais, instituída pelo MPDFT, participa  ativamente dos debates que antecedem a votação de projetos de lei nessa área. Promotores de Justiça do MPDFT colaboraram com as audiências públicas realizadas pelo Congresso Nacional e produziram notas técnicas para embasar os trabalhos dos parlamentares. 
 
O entendimento é que a regulamentação de uma Lei Geral de Proteção de Dados posicionará o Brasil ao lado de atores importantes em matéria de privacidade, como a União Europeia, onde vigora a recente General Data Protection Regulation – GDPR, e o Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, que aprovou o California Consumer Privacy Act – AB 375.
 
Para ter acesso ao ofício encaminhado pelo MPDFT ao presidente Michel Temer, clique aqui.
 
Assessoria Especial de Imprensa
(61) 3343-9045 / 3343-6101/ 3343-9046/ 99149-8588
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial
 
.: voltar :.