Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina MPDFT - Força-tarefa discute nova varíola com representantes da Secretaria de Saúde

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Reunião teve a finalidade de articular a melhor forma de atender à população

A força-tarefa de enfrentamento à covid-19 do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) reuniu-se, nesta quarta-feira, 10 de agosto, com representantes da Secretaria de Saúde. A reunião com a nova titular da pasta, Lucilene Florêncio, e sua equipe teve o objetivo de discutir questões da saúde pública que estão em pauta e precisam de direcionamento para melhor atender à população do Distrito Federal.

No encontro, foi discutida a viabilização das cirurgias eletivas que, hoje, atingem uma lista de espera de 26 mil, além dos atendimentos de urgências e emergências. Em relação à covid-19, foram debatidas as providências que devem ser tomadas para assegurar a diminuição do índice de transmissibilidade. 

Também foram tratadas as medidas de combate e de prevenção à nova varíola. O MPDFT entende que é necessário o esclarecimento da população sobre os  sintomas e as formas de acompanhamento da doença. Sabe-se que, no Distrito Federal, já existe transmissão comunitária da doença.

Para o coordenador da força-tarefa, procurador de Justiça Eduardo Sabo, é importante reforçar a necessidade de atendimento precoce e isolamento das pessoas infectadas. “O sistema de saúde pública precisa estar preparado para dar o correto encaminhamento dos contaminados pela nova varíola. Além disso, a população precisa estar atenta aos primeiros sinais para que o índice de transmissão seja controlado”, destacou o procurador de Justiça. 

Saiba mais

A doença viral é transmitida pelo contato pessoal prolongado com as secreções ou diretamente com as lesões do animal ou do humano infectado. Os sintomas são febre, dor de cabeça, dor no corpo, linfonodos (ínguas) e lesões cutâneas semelhantes às da catapora. A incubação é de uma a duas semanas, podendo chegar até a 21 dias. Não há tratamento específico e o doente só deixa de transmitir após a queda das crostas das lesões.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9601 / 3343-9220 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.