Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Ministério Público quer que DF alcance a meta de 94% de vacinados. Secretaria de Saúde realizará busca ativa de adultos não vacinados, especialmente da população rural

A força-tarefa de enfrentamento à Covid-19 do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) segue acompanhando a vacinação no Distrito Federal. Em reunião com representantes da Secretaria de Saúde na segunda-feira, 21 de fevereiro, na Sede da instituição, o secretário de saúde do DF (SES-DF), general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, informou que mais de 50% da população infantil do DF, de 5 a 12 anos de idade, já iniciou o ciclo vacinal. “Os números da vacinação infantil são muito positivos, mas é essencial também fazer uma busca ativa dos adultos que ainda não foram vacinados, principalmente na área rural, e com isso poderemos alcançar o percentual de 94% de vacinados”, ressaltou o coordenador da FT, procurador de Justiça Eduardo Sabo.

Segundo a SES, aproximadamente 100 mil pessoas da população rural do DF ainda não se vacinaram. A Secretaria comunicou ao MP que a Vigilância Ambiental, que já é responsável pela vacinação contra febre amarela, fará a busca ativa dessas pessoas e aplicará a vacina. Em relação à vacinação infantil, o Ministério Público solicitou que à Secretaria de Saúde providencie a realização de campanhas educativas para informar aos pais sobre os efeitos adversos da vacinação, como forma de combater as fake news. Os Conselhos Tutelares também devem receber material informativo sobre as vacinas para auxiliar no convencimento da importância da imunização para os pais.

Em resposta a questionamentos do Ministério Público sobre a aquisição de medicamentos do chamado “kit entubação” e outros insumos, que possibilitam inclusive a marcação de cirurgias, a Secretaria informou que as cirurgias eletivas estão sendo retomadas de forma gradual. Além disso, a SES também comunicou que foram liberados R$100 milhões para o abastecimento de insumos no Hospital de Base. Já sobre a remobilização de leitos de UTI e UCI, a Secretaria esclareceu que está analisando as propostas para contratação.

Fiscalização Carnaval

A força-tarefa também reforçou a recomendação enviada ao GDF, nesta segunda, para que o governo distrital intensifique a fiscalização de festas de carnaval e blocos carnavalescos, no período de 25 de fevereiro a 2 de março. O objetivo é impedir a aglomeração de pessoas, especialmente em bares, restaurantes, clubes, casas de festas e distribuidoras de bebidas. “Neste momento de proximidade do carnaval, todos os esforços devem ser envidados para dificultar a realização de quaisquer eventos em restaurantes e bares, além de festas, que promovam aglomeração e facilitem o contágio do vírus. A própria sociedade deve entender que estamos, felizmente, com decréscimos de casos, mas temos que ter atenção para qualquer manifestação que provoque aglomeração e gere novos casos, que podem impactar o sistema de saúde'', destacou Sabo.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

 

.: voltar :.