Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Vítima levou um tiro no rosto ao responder que não sabia onde estava a carteira dele

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri do Gama obteve, nesta quinta-feira, 30 de junho, a condenação do policial militar de Goiás Edson Victor Pereira da Rocha pelo homicídio de Valéria Cristina da Costa. A pena foi fixada em dez anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado. Ele não poderá recorrer em liberdade.

Os jurados reconheceram a qualificadora de emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima. Valéria não esperava pelo ataque e levou um tiro no rosto ao responder que não sabia onde estava a carteira. A Promotoria de Justiça avalia a possibilidade de recorrer.

Entenda o caso

O crime aconteceu em 12 de julho de 2017, no Gama. Edson e Valéria haviam saído juntos e, em dado momento, ele perguntou onde estava sua carteira. Ela respondeu que não sabia. Edson então pegou a arma e disparou contra o rosto da vítima, que morreu em razão dos ferimentos. Na época, ele era policial militar da ativa no Estado de Goiás. Depois do crime, foi para a reserva remunerada no posto de 2º tenente. Antes do julgamento, estava preso cautelarmente.Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.