Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Vítima foi executada com mais de 60 tiros, ainda dentro do carro, quando estacionou  o veículo

Após 48 horas de julgamento, a 3ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Brasília conseguiu, nesta sexta-feira, 27 de maio, a condenação de quatro réus que mataram a tiros Rafael Wanderson Otaviano, integrante da facção criminosa Comboio do Cão. Alcemir Oliveira do Nascimento e Hélio Alves dos Santos Oliveira, vulgo Helinho, foram condenados a 22 anos e 6 meses. As penas para Maicon Nascimento de Araújo, vulgo Maiquinho, e Maikon Douglas Robles dos Santos foram, respectivamente, de 24 anos e de 13 anos e 6 meses.  

O crime aconteceu no estacionamento do Fórum de Justiça de Santa Maria em 28 de abril de 2016. Rafael tinha uma audiência no local. Ao estacionar o veículo, antes de desembarcar, os envolvidos aproximaram-se e efetuaram mais de 60 disparos de arma de fogo contra a vítima. 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) defendeu que o crime foi praticado por motivo torpe. O propósito era manter e expandir territórios para o tráfico de drogas. Rafael era integrante de um grupo rival. O delito também foi cometido por meio que resultou em perigo comum. Os tiros foram efetuados em um estacionamento público no Fórum de Santa Maria. Várias pessoas estavam expostas a situação de dano. A conduta ainda utilizou recurso que dificultou a defesa da vítima, pois o crime não era esperado. Rafael foi surpreendido ainda dentro do carro quando estacionou o veículo.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9601 / 3343-9220 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.