Vítima morreu após chutes, socos e pedradas

Nesta terça-feira, 3 de maio, o Tribunal do Júri do Gama julga Lucas Ribeiro de Morais Ribeiro Bezerra e Gustavo Leda Araújo pelo homicídio de Gilmar da Costa Vieira. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios defende como qualificadora o uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Entenda o caso 

O crime aconteceu em dezembro de 2019. Lucas e Gustavo desferiram chutes e socos contra a vítima, além de arremessos de pedras. Gilmar foi socorrido ainda com vida. Ficou internado no Hospital de Base de Brasília, mas não resistiu aos ferimentos após espancamento. 

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial