Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

MPDFT

Menu
<

Tamanho da fonte:

Megaoperação foi deflagrada nesta terça-feira, 6 de julho, contra organização criminosa que fraudava repasse de impostos

A promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária (Pdot), juntamente com a Polícia Civil do DF e a Secretaria da Receita do DF, deflagraram nesta terça-feira, 6 de julho, operação contra organização criminosa especializada em fraudar repasse de impostos. O prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 60 milhões. Dois escritórios de contabilidade e mais de 300 empresas privadas são alvo da investigação.

A  megaoperação mobilizou cerca de 200 policiais e 100 auditores da Receita Federal para cumprir 122 mandados de busca e apreensão e 10 de prisão temporária. As determinações judiciais estão sendo cumpridas em regiões administrativas do Distrito Federal. A investigação apura fatos ocorridos entre 2019 e 2021.

As apurações identificaram um sofisticado esquema de fraude fiscal pelo qual o grupo criminoso criou uma espécie de indústria de empresas “noteiras” para diminuir o recolhimento de impostos, como o ICMS, e aumentar os créditos fiscais. Foram identificadas ao menos R$ 500 milhões de transações ilegais, feitas com notas fiscais frias. No total, 330 empresas se beneficiaram com o esquema.

Secretaria de Comunicação
(61) 3343-9604 / 3343-9601 / 3343-6413 / 99303-6173
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
facebook.com/mpdftoficial
twitter.com/mpdft
youtube.com/mpdftoficial
instagram.com/mpdftoficial

.: voltar :.